28MAR
23MAI
2015

Sombra, luz


“Sombra, luz. Uma alvorada que se pressente, uma passagem entre escombros, um rasgo na paisagem."


"A expressão em papel do contraste do escuro fechado com a luz transparente, do desenho à pintura/do carvão à aguarela. Uma viagem a preto e mais algumas cores, de uma oficina a uma fábrica.”


+INFO

Exposição
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues

Inauguração Sábado | 28 Março | 16H00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Aurélio Mesquita


EXTRAS



28MAR
9MAI
2015

Um espaço a sete


“As galerias da Fundação disfrutam de arte/obras de arte/objetos com arte numa composição única talhada no tempo e nas expressões plásticas dos artistas/amigos convidados. Bem-haja José Rodrigues pela partilha.”


Ágata Rodrigues

“A partir da ideia – juntar amigos e as suas artes - surge esta exposição - Um Espaço a Sete. Aqui encontro gentes de afetos e agito este lugar transformando-o num nicho de criatividade e inovação. Agradeço aos meus 7 amigos a presença e o contributo para o cruzamento da pintura, desenho, fotografia e escultura, criando um palco único na minha Fundação e no nosso Porto.”


José Rodrigues

+INFO

Exposição
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues

Inauguração Sábado | 28 Março | 16H00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Carmo Romão

Helena Calvet

Henrique Calvet

Manuel Pinto

Noémia Cruz

Nuno Calvet

Rosa Ramos


EXTRAS



20SET
21MAR
2015

Olhares


"Esta exposição, que tem como palco a Fundação do Escultor José Rodrigues, visa proporcionar uma multiplicidade de olhares sobre a obra de António Soares."


Nuno Senra

"Nela, os objetos são uma janela de acesso à narrativa auto e hétero-biográfica do autor. Convidam-nos, pois, a usufruir da emocionalidade que permeia as obras e os significados por elas transportados. Embalados pela elegância e subtileza da linha, somos conquistados pelo arrojo de uma obra, simultaneamente, desafiante e sedutora. Os objetos que compõem esta exposição conhecem, pela primeira vez, olhares externos ao círculo familiar. Ganham, por isso, outra voz, veiculando um amplo espectro de experiências que, até então, se encontrava protegido pelo afeto incondicional daqueles que, mais do que criador, contactaram com o homem. Entre estas, destacam-se o seu irmão, Américo Soares, que lealmente guardou todos os objetos expostos, e a sua sobrinha, Ana Ornellas, que preserva, de forma igualmente dedicada, a memória do seu tio."


Nuno Senra

+INFO

Exposição
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues

Inauguração Sábado | 20 Setembro | 16H00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

António Soares


EXTRAS



20SET
21MAR
2015

10 Registos na Figuração Contemporânea


FIGURATIVOS E POLÍTICOS


“Realista, expressiva, idealizada, caricaturada, dissolvida, fragmentada, inteira, a figuração apela ao reconhecimento.

“Se falarmos da figuração humana, do corpo como do rosto, esse reconhecimento é mais atraente e poderoso. Aqui reside a fortuna pública desta pintura. Seja pela semelhança, seja pela deformação, seja pela estetização, esta pintura figurativa nunca é silenciosa, pelo contrário, emite continuamente mensagens, comunica uma identidade que nestes artistas se manifesta de modo tão diverso. E não há discurso sobre a identidade – própria ou alheia, pessoal ou cultural, nacional ou global – sem dimensão política.

Outros aspectos poderiam complementar a abordagem das obras apresentadas – a importância do desenho para os seus autores ou a articulação umbilical entre o desenho e a pintura – elementos intrinsecamente artísticos, menos importantes para este texto do que para ajudar a explicar esta proposta expositiva na Fábrica Social.”


Laura Castro

+INFO

Exposição Colectiva
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues

Inauguração Sábado | 20 Setembro | 16H00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Artistas


Cristina Troufa

Duarte Vitória

Engrácia Cardoso

Graça Martins

Isabel Padrão

Isabel de Sá

José Maia

Luís Melo

Martinho Dias

Nuno Raminhos


EXTRAS



19JUL
2014

Abanarte


Foi proposto aos artistas que incorporasse o seu trabalho, tendo como mote a Cidade do Porto, com vista a ser reproduzido no abanador realizado num suporte translucido e semirrígido com desenho de Fernando Reis.

Para a intervenção nos abanadores que desenhou, Fernando Reis, convidou vinte e três artistas: Abreu Pessegueiro, Agostinho Santos, Ana Oliveira Costa, Ana Maria, António Cunha, Catarina Machado, Damião Matos, Emerenciano, Evelina Oliveira, Fernando Reis, Henrique do Vale, Humberto Nelson, Jean Pierre Porcher, José Emídio, José Rodrigues, José Rosinhas, Luís Melo, Manuela Bacelar, Paulo Hernâni, Paulo Neves, Rui Vitorino Santos e Sónia Teles e Silva. Foi proposto aos artistas que incorporasse o seu trabalho, tendo como mote a Cidade do Porto, com vista a ser reproduzido no abanador realizado num suporte translucido e semirrígido com desenho de Fernando Reis. O resultado é um conjunto de trabalhos diversificado que têm, maioritariamente, como referência a cidade, edifícios, zonas, documentos e a imagem única da cidade no seu contacto com o rio D’ Ouro. O abanador é, assim, além de um objecto útil, em qualquer parte do mundo, para onde possa ser transportado, um meio de divulgação da cidade, mas também dos artistas que nele intervieram.


Fernando Reis

Julho 2014

+INFO

Apresentação do projecto
Abanadores + arte
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues

Inauguração Sábado | 19 Julho | 16H00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS



18JUN
30JUN
2014

S. João na Fábrica Social – V Edição


Concurso organizado pela Fundação Escultor José Rodrigues, que conta com a participação de 13 Cascatas criadas por diferentes instituições do grande Porto.


Encontra-se, igualmente em exposição, uma imagem do S. João Baptista, pertencente aos residentes de Sto. Ildefonso.

+INFO

Exposição e concurso
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues

Inauguração Quinta-feira | 18 Junho | 16H00

Em exposição: 18 JUN / 30 JUN

Horário:
Segunda a sexta-feira:
10h00 - 18h00
Sábados, Domingos e Feriado de S. João:
14h00 - 18h00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS



15MAI
28JUN
2014

(Con)Tributos da Liberdade a Joan Miró


+INFO

Exposição
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Quinta-feira | 15 Maio | 17H00

Em exposição: 15 MAI / 14 JUN

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS



15MAI
30MAI
2014

Memórias Indefesas


+INFO

Exposição
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Quinta-feira | 15 Maio | 17H00

Em exposição: 15 MAI / 30 MAI

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS



17 MAI
28JUN
2014

Outros Ensaios


A Fundação Escultor José Rodrigues apresenta a exposição coletiva “Outros Ensaios”.

+INFO

Exposição colectiva

Curadoria: Francisca Sobral | Mónica Lacerda | Raquel Moreira | Jérémy Pajeanc | Hernani Reis Baptista | Hugo Soares | João Gigante


Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 17 Maio | 16H00

Em exposição: 17 MAI / 28 JUN

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS



15ABR
17ABR
2014

Chimera


De Ana Isabel Oliveira e Frederic Cardoso

"Chimera é a criação resultante da residência artística de Ana Isabel Oliveira e Frederic Cardoso na Fundação José Rodrigues. Inspirado pelas figuras de “Anja “ e “Ícaro” do consagrado artista, criou-se um universo híbrido entre música eletrónica, poesia, e improvisação. Os papéis de músico, ator, performer, encenador misturaram-se, criando duas esculturas sonoras vivas."

+INFO

Música eletrónica e improvisação

Ana Isabel Oliveira | Frederic Cardoso


Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração 15, 16 e 17 Abril | 21H00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12
Reservas:geral@fejoserodrigues.pt

FICHA ARTÍSTICA

Direção Artística

Ana Isabel Oliveira e Frederic Cardoso

Obras de Igor C. Silva, João Ferreira, Ana Isabel Oliveira e Frederic Cardoso

Direção Cena

Nuno Senra

SomIgor C. Silva


EXTRAS



25JAN
1MAR
2014

O Sexto Excluído


A Fundação Escultor José Rodrigues apresenta a exposição coletiva “O Sexto Excluído”.

"Afinal a monja disse que “malgré tout” ainda respirava. Essa respiração expelida no ar branco, desenhou-se em linhas mais ou menos paralelas, entreactos de respiração fixados na parede. A loucura exótica do pensamento poético gerou figuras hieráticas cuja luz dobrou e desdobrou – espécie de arquivadores de memórias – o tempo em mais tempo. A duração cativou cores geométricas embarcadas em quadrados humanos e infinitos que desafiam a linearidade do mundo. Assim, se unem os 5 actos de redenção, exclusão e remissão - lúcidos e ambíguos quanto nos baste."

R.E.R. # Redenção, exclusão e remissão…

Fátima Lambert

+INFO

Exposição colectiva

Cláudia Melo | Jorge Coimbra | Prudência Coimbra | Susana Lopes | Xai


Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 25 Janeiro | 16H00

Em exposição: 25 JAN / 1 MAR

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Cláudia Melo / imagem não letárgica I, II e III

Jorge Coimbra / acordes

Prudência / e no entanto respiro

Susana Lopes / pano de boa fábrica

Xai / no fio


EXTRAS



15ABR
17ABR
2014

Pádua Ramos: 50 anos de Design 1955-2005


A Fundação Escultor José Rodrigues e a Pádua Ramos Design® apresentam a exposição “Pádua Ramos: 50 anos de Design 1955-2005”.

O Design de Luís Pádua Ramos sintetiza, à escala do gesto, do corpo e dos sentidos, a premência criativa do arquiteto e do Designer, a utopia esclarecida do esteta e a persistência apaixonada do colecionador. Autor pouco estudado, cuja exposição mediática é inversamente proporcional à variedade e qualidade das suas obras, Pádua Ramos lega-nos cinco décadas de uma obra em metamorfose, imbuída a cada instante, do pulsar do seu espaço e do seu tempo, sempre indiferente a grilhões canónicos ou ao esmagamento crítico da “Escola”.

Almiro M. C. Amorim, 2014

+INFO

Exposição Design
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 25 Janeiro | 16H00

Em exposição: 25 JAN / 1 MAR

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS



16NOV
31DEZ
2013

Anima Sensualis


A Fundação Escultor José Rodrigues, em parceria com a In Libris, inaugura Anima Sensualis de José Rodrigues e Paulo Gaspar Ferreira.

"Há na palavra ‘diálogo’ uma ideia de viagem. Viagem através das palavras. O Zé Rodrigues e o Paulo Gaspar Ferreira puseram-se a dialogar sobre ‘essa coisa’ onde se reúne a intimidade dos corpos. Cada um deles constrói a sua argumentação com o que tem à mão: a máquina fotográfica, no caso do Paulo; a caneta, no caso do Zé Rodrigues."

Nuno Higino

+INFO

Desenho e fotografia
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 16 Novembro | 16H00

Em exposição: 16 NOV / 31 DEZ

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


2NOV
08NOV
2013

Festival EXTREMUS


A Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) promove, de 12 de outubro a 8 de novembro, a 13ª edição do EXTREMUS – Festival Internacional de Expressões na Música, Dança e Teatro, com sessões que decorrem na Junta de Freguesia de Paranhos, no Auditório Municipal de Gondomar e na Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues.

A Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) promove, de 12 de outubro a 8 de novembro, a 13ª edição do EXTREMUS – Festival Internacional de Expressões na Música, Dança e Teatro, com sessões que decorrem na Junta de Freguesia de Paranhos, no Auditório Municipal de Gondomar e na Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues.

Esta edição do EXTREMUS, um festival centrado na promoção das artes performativas junto de grupos amadores e profissionais de pessoas com deficiência, conta com um dia de música, um dia de dança e cinco dias de teatro (dos quais três dedicados à Infância – Extreminhus).

+INFO

Teatro
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues

2 NOV | 21:30h | Concerto 5a Punkada - Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra

8 NOV | 21:30h | “Os Perseguidores de soños” Pinchacarneiro Fundação ANADE Espanha

8 NOV | 22:45h | “Não têm Importância” Era uma Vez... teatro


Informações:(+351) 225 573 790 | (+351) 968 514 007 teatroappcporto@appc.pt



FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS

14SET
05OUT
2013

Uma Visão Ilustrada - Hansel e Gretel No Universo Adulto


Uma Visão Ilustrada –Hansel & Gretel no universo adulto mostra a ilustração artística, através de uma narrativa silenciosa explorando as metáforas e valores presentes no conto infantil Hansel & Gretel e trabalhada a partir de um coletivo de alunos de Ilustração do curso de Design da Comunicação da FBAUP.

Abandono, sobrevivência, procura de proteção, de afetos e de percurso de vida estão associados a pecados capitais como a gula e a luxúria – que marcam a existência do ser no confronto entre o espiritual e o material – aqui apresentados numa perspetiva individual e de liberdade artística. Humor, discrição e controvérsia manifestam-se em diferentes expressões e técnicas artísticas, de onde a ilustração contemporânea emerge.

+INFO

Ilustração
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 14 Setembro | 16H00

Em exposição: 14 SET / 5 OUT

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS

18JUL
4AGO
2013

O Maldoror Está Vivo


Espetáculo dos alunos finalistas em P.A.P. (Prova de Aptidão Profissional) da ACE - Escola de Artes..

"O Maldoror está vivo." é uma viagem a um universo geral da super consciência. Quadros dispersos que podem ser encontrados em vários lugares do mundo, sejam eles demasiado reais ou demasiado metafóricos.

"O Maldoror está vivo." é uma viagem a um universo geral da super consciência. Quadros dispersos que podem ser encontrados em vários lugares do mundo, sejam eles demasiado reais ou demasiado metafóricos. Reflexão sobre o hábito. Reflexão sobre a política da desintegração. Pretende partir-se da crueldade para essa espécie de humano absoluto. Homenagem louca a ruturas. Voz e silêncios. Gritos primordiais da juventude. Independências. Compromissos. Inocências. Tentativa de teatro.

+INFO

Teatro


Local: Espaço Bruto | Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Horário: 22 horas
Informações e reserva: 960 211 595

teatrobruto@gmail.com

Preço: 5€



Espaço Bruto | Fundação Escultor José Rodrigues




Ficha artística

A partir de "Os Cantos de Maldoror" de Lautréamont

Tradução Pedro Tamen

Encenação e Dramaturgia: Pedro Fiuza

Interpretação: Daniela Love, Joana Lemos*, João Carvalho*, Jorge Delgado, Renata Fernandes

Figurinos: Heloísa Ascensão*

Cenografia: Ana Maria Simões*

Desenho de luz: Hugo Moedas*, Nelson Alves*

Desenho de som: Guilherme Silva*, Valter Araújo*

Produção Executiva: Marta Amaro

Produção: Má Postura


*alunos finalistas


01JUN
07JUL
2013

S. JOÃO'13


O São João é a Festa Popular Portuense por excelência, que se desenrola bairro a bairro através da euforia calorosa das suas gentes.


Pelo terceiro ano consecutivo, a Fábrica Social – Fundação José Rodrigues recebe a Cascata Sanjoanina , da autoria de Joaquim Correia, que foi construída com os saberes do tempo.

+INFO

Cascata Sanjoanina de Joaquim Correia

Concurso FEJR

Instalação interativa

Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 01 Junho | 16.00H

Horário:
Segunda a Sexta
15:00h - 19:00h

Sábado a Domingo
15:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12




Ficha artística

Autoria: Joaquim Correia



EXTRAS


Entrevista a Joaquim Correira



Inauguração na Fábrica Social | FEJR



18JUN
2013

Olhos na Rua

Porque pintamos as cidades


"Olhos na Rua" é uma alusão ao livro "Porque pintamos a cidade? Uma abordagem Etnográfica do Graffiti Urbano" de Ricardo Campos (Edição Fim de Século, 2010), um estudo antropológico sobre as práticas, motivações e representações do graffiti urbano.


Porque registamos as paredes? Porque apagamos os registos das paredes?

Álvaro Domingues, geógrafo e professor na Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, responsável por desbravar o conceito cidade, de espaço de intervenção pública/privada, é o convidado desta sessão.


+INFO

Debate
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Terça-feira | 18 Junho | 18H30

Entrada gratuita



FICHA ARTÍSTICA


25MAI
6JUL
2013

António Joaquim


No próximo dia 25 de Maio, a Fundação Escultor José Rodrigues inaugura "Retrospectiva", de António Joaquim.


"A pintura é sempre uma viagem a um mundo de silêncio: é sempre a procura de uma síntese enquanto música que se deseja. Por isso, a pintura desenha-se e esculpe-se em convicção, e resolve-se e duvida-se em sentimento. Na pintura em desaguar permanente de água e de ar, o pretexto cidade é uma ilha, a pintura é um continente.

Entre o lugar e a pintura, o pintor inventa o seu lugar perfeito, em imaginação não cega, em pulsão, em memória que se supõe para além de todos os acasos e acidentes. A água que desce do céu, o ar que envolve os gestos do granito e do contraste, a pintura que abdica da paleta como corpo acessório.

A lucidez das decisões rápidas que salvam o sublime é o resultado de um gesto automático de transe.

A pintura é então uma espécie de ilha que se impõe como desaguar do pintor no pintar: pintar é também desenhar os gestos com gestos, é também esculpir as formas com formas, é, fundamentalmente, realizar um mundo da diferença, do desejo, da felicidade, do novo, do único, do irrepetível."


"ANTÓNIO JOAQUIM, A PALETA DO HOMEM"


+INFO

Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 25 Maio | 16H00

Em exposição: 25 MAI / 7 JUL

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS

29MAI
2013

Clefs


Lançamento do número três da revista Clefs.


No próximo dia 29 de Maio, às 19:00h, será lançada a revista número três "Clefs".


"Na estrada" é o terceiro tema do Clefs. Por essas estradas da música, viemos dar mais uma vez à Fundação Escultor José Rodrigues que acolhe o terceiro lançamento deste fanzine. Desta vez, para além da tarte de maçã, seremos embalados por um concerto do John Almeida (Little Friend), que nos presenteará com algumas músicas do seu disco "We will destroy each other".


Neste número, estão presentes textos do Paulo Cecílio, Ana Matos (Capicua), João Cunha, Rafael Machado, João Guedes (Slang), Francisca Cortesão (Minta & The Brook Trout), Filipa Guimarães e Joaquim Durães (lovers&lollypops).


+INFO

Lançamento revista
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Quarta-feira | 29 Maio | 19H00

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA


EXTRAS

13ABR
4MAI
2013

Eduarda Pinto


"Ficaria surda com o meu assobio ao tentar destruir as imagens desta mise-en-scéne."


Eduarda Pinto

No próximo dia 13 de Abril, às 16:00h, será inaugurada a exposição "Mise-en-scéne" de Eduarda Pinto.


A fonte de inspiração não podia ter sido outra, a própria existência a as histórias que pertenceram à infância. Mise-en-scéne, assim chamei a este ensaio, é uma "declamação fotográfica" da forma mais transcendente, coesa e pura.

Fotografei paisagens, cenários, pessoas sensíveis, bairros familiares, sítios, e fotografei solicitamente os meus misteriosos protagonistas.

Criei personagens que escondem muito mais do que aquilo que aparentam... E agora confrontando-me com esta realidade, observando as minhas personagens a interpretarem instantes, mistérios e emoções que outrora foram minhas.

E como já é habitual, permaneço ali, silenciosamente à distancia e penetrada naquele instante. Não é minha intenção tornar este momento próximo daquilo que quero representar nas fotografias. Não quero incomodar os protagonistas com o meu silêncio enquanto os fotografo, não quero criar um vazio frustrante, mas se isso acontece, torna o momento sublime, não fosse a frustração incrivelmente emocionante, permitindo-me criar fotografias puras.

Embora estas sejam imagens encenadas, elas representam uma destreza atmosférica pouco efémera, narram histórias que dificilmente consigo expressar, não porque sejam perturbadoras, mas porque são imensamente visuais e que acabam por me desorientar. Ainda que tenha levado algum tempo, sei que não preciso de fotografar a realidade tal como ela é, mas sim fotografar o meu próprio mundo, as minhas imaginações e realidades, utilizando os meus cenários e as minhas personagens. Pode esta mise-en-scène ser a representação da imperfeição, da ambiguidade da beleza, do uso e abuso da poeira, grão, sujidade e abandono....esta é a minha decomposição estética.


+INFO

Fotografia
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 13 Abril | 16H00

Em exposição: 13 ABR / 4 MAI

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Eduarda Pinto nasceu no Porto, em 1989.


Licenciada em cinema, pela Universidade da Beira Interior e com formação em fotografia através da Escola Artistica Soares dos Reis.


2011

“Lar” - Curta-metragem – Realização: Ana Martins, Eduarda Pinto, Rita Cartageno

Vendecora do 3º Prémio do concurso Videorun, do Festival de Curtas de Vila do Conde

“Olívia” - Curta-metragem – Argumento; Realização; Edição

"Olha para mim" - Curta-metragem de Paulo Mota – Direcção de Fotografia

Sensibilidade singular - Videoarte

Óculos escuros - Curta metragem - Direcção de fotografia


2010

“Sinfonia dos loucos” - Curta-metragem de Vasco Mendes - Produção, assistente de plateu e fotógrafa de cena

“Um funeral à chuva” - Longa-metragem de Telmo Martins, Assistente de luz / anotação e claquete


2009

Exposição Colectiva de fotografia – Clickart – Tinturaria da Covilhã


2008

Pente e tesoura (reportagem; película; P/B)

Intimidade publica (conceptual)


EXTRAS

13ABR
4MAI
2013

Ana Carvalho


No próximo dia 13 de Abril, às 16:00h, será inaugurada a exposição "Esculturas em ferro desenhos em chapa - Um olhar sobre a natureza" de Ana Carvalho.


+INFO

Escultura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 13 Abril | 16H00

Em exposição: 13 ABR / 4 MAI

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Ana Carvalho nasceu no Porto em 1973.

Licenciatura em Artes Plásticas – Escultura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em 1997.


Actividade Profissional mais relevante

2013/2012 – Diversas Exposições colectivas de Desenho e Escultura.

2011- Via-sacra em ferro soldado para a igreja da Senhora do Porto, no Porto.

2010 - Exposição colectiva na Fundação José Rodrigues e na Galeria Solar de St.º António

2009 –Nossa Senhora em betão policromado e São Paulo em ferro soldado, para a igreja de São Paulo do Viso, Porto.

2008 – Exposições com várias entidades, entre as quais o Museu de História Natural da Universidade do Porto.

2007/2006- Esculturas atribuídas no Prémio "Empresa Mais Familiarmente Responsável", promovido pela Deloitte.

2005- Prémios atribuídos na "Investor Relations Awards 2005" promovida pela Deloitte.

2004/2003- Esculturas em betão para o restaurante "D. Duarte", Porto.

2002- Baixo-relevo em bronze para o Edifício “Olimpus” da autoria do Arquitecto Pedro Aroso, Matosinhos.


EXTRAS

13ABR
4MAI
2013

Raquel Rocha


No próximo dia 13 de Abril, às 16:00h, será inaugurada a exposição "Ditadura do Amor" de Raquel Rocha.


+INFO

Desenho
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração Sábado | 13 Abril | 16H00

Em exposição: 13 ABR / 4 MAI

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Raquel Rocha nasceu no Porto em 1976.

Concluiu o Curso de Desenho em 1998 na Escola Superior Artística do Porto.

Colaborou com ilustração do livro 'Histórias da Ajudaris 2012'. Pontualmente, faz Arteterapia em diversas IPSS. Publicada na revista OjOs com um estudo sobre a Arte Erótica.


EXPOSIÇÕES COLETIVAS:

2012 - Coletiva de Inverno, Galeria Porto Oriental, Porto; Guimarães Noc Noc, Capital Europeia da Cultura, Guimarães; Bairro dos Livros, Galeria UNICEPE; Porto; Espaço Provisório, Porto; Amigos Maiores que o Pensamento, Galeria Porto Oriental, Porto; II Edición de Arte na Vila, La Guardia; Trienal Movimento Desenho'12, Galeria Olga Santos, Porto; Casa da Cultura da Câmara Municipal de Seia; 2010 – Galeria “Por Amor à Arte”, Porto; 2007 – Concurso de Pintura Erótica, Casa de Cultura, Murcia; 2004 - 2º Prémio de Arte Erótica ARGO, Gondomar; 2003 – 4º Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, Museu Municipal de Amarante; Casa das Artes, Vigo; Museu Municipal de Orense; Casa de Cultura, Villagarcia de Arosa; Edifício Bonavall, Santiago de Compostela; Casa de Cultura Madariaga, La Coruña; 2002 – Centro Sócio-Cultural Uxio Novomira, Lugo; Edifício Multiusos, Monforte de Lemos; Galeria Arte & Manifesto, Porto; Centro Cultural Municipal de Bragança; Sala de Exposições ADRATE, Chaves; Paços do Concelho de Vila Real; V Bienal de Pintura “Ciudad de Albacete”, Albacete; Museu da Casa do Douro, Peso da Régua; Biblioteca Municipal de Vila Nova de Gaia; Casa Tait, Porto; Paço dos Duques de Bragança, Guimarães; Museu Municipal de Viana do Castelo; Casa dos Crivos, Braga; 2001 – V Bienal de Pintura Eixo-Atlântico, Vigo; 3º Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, Museu Municipal de Amarante; Museu de Santa Joana, Aveiro; 1998 – Castelo de Santa Maria da Feira.


EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

2013 - Galeria Arte-Imagen, Corunha; 2012 - Galeria da UNICEPE, Porto; Space Feng Shui, Braga; 2011 – Galeria de Arte da PT Comunicações, Porto; 2009 – Mestre’s Sex Shop, Porto; 2004 – Galeria Casa de Eros, Porto; Associação Nacional de Jovens Empresários, Porto;


Representada em coleções públicas e privadas, incluindo o Museu de Arte Erótica Americano.


EXTRAS

23FEV
29MAR
2013

Agostinho Santos


"Porque o feio complementa o belo, um sem o outro não podem viver."


José Rodrigues

No próximo dia 23 de Fevereiro, às 16:00h, será inaugurada a exposição "Santúario" de Agostinho Santos.


+INFO


Escultura e pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Lançamento: Sábado | 23 Fevereiro | 16H00

Em exposição: 23 FEV / 29 MAR

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Nasceu em 1960, em Vila Nova de Gaia.

Mestre em Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. A frequentar o Doutoramento em Museologia na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Jornalista da secção “Artes & Vidas” do Jornal de Notícias. Conquistou o Prémio Nacional de Reportagem / Gazeta de Imprensa e três edições do prémio de reportagem Jaime Ferreira.

Realizou 65 exposições individuais, em Portugal, Espanha, Brasil e Índia, participando em mais de 250 mostras colectivas no país e no estrangeiro.


Autor da escultura/troféu de “S. João da Madeira/Capital da Ilustração”, 2010.

Proferiu inúmeras conferências sobre jornalismo e arte em museus, galerias e vários estabelecimentos de ensino secundário e superior. Tem colaboração dispersa em vários jornais, revistas, livros e cartazes.


EXTRAS

19JAN
8FEV
2013

Marco Fidalgo


No próximo dia 19 de Janeiro, às 16:00h, será inaugurada a exposição "Sinais isolados, meio isodados, entre outros acidentes" de Marco Fidalgo.


+INFO


Escultura e pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Lançamento: Sábado | 19 Janeiro | 16H00

Em exposição: 19 JAN / 8 FEV

Entrada gratuita

Informações:(+351) 92 750 87 12

FICHA ARTÍSTICA

Marco Fidalgo nasceu na cidade de Setúbal a 26 Junho 1976. Em 1997 finaliza um Bacharelato em design de Comunicação, a partir desta data, desenvolve como criativo, trabalho profissional em diversos ateliers no país. A partir de 2000 até à actualidade, desenvolve o seu trabalho visual como freelancer, aprofundando conhecimentos no campo das Artes Plásticas. Em 2008 finaliza a Licenciatura em Artes Plásticas - Escultura, tendo frequência no primeiro ano do mestrado em Teoria e Práticas do Desenho da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Expõe activamente o seu trabalho desde 2001, na forma individual e colectiva, sendo co-fundador do colectivo de intervenção artística "Condomínio Fechado" Está ainda envolvido na organização de iniciativas que promovem a discussão sobre o paradigma artístico e seus processos de elaboração contemporâneos, nomeadamente conferências, simpósios e apresentações públicas.



Prémios


1997 Vencedor do 1º Prémio Concurso Imagem Gráfica NACEPOR, Instituto de Emprego e Formação Profissional - Portalegre


2010 Artista Vencedor do Concurso para Residência Artística na Categoria de Poesia Visual, Oficinas do Convento, Montemor-o-Novo


2012 Artista Vencedor no Concurso para Escultura Pública, "Capital Criativa / Experimentarte Artes Plásticas 2011", Paços de Ferreira


2012 Artista Vencedor do Prémio de Escultura "Artemar 2012", Estoril (projecto em parceria com Fernando Almeida)


EXTRAS

12JAN
2013

Ilda Figueiredo e Agostinho Santos


A Fundação Escultor José Rodrigues e a Âncora Editora têm o prazer de convidar a/o para o lançamento do livro Tear do Tempo Agora, de Ilda Figueiredo (poesia) e Agostinho Santos (pintura).

A obra será apresentada pelo jornalista e escritor Sérgio Almeida.


+INFO


Lançamento do livro "Tear do Tempo Agora"
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Lançamento: Sábado | 12 Janeiro | 16H00

Informações:(+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita


FICHA ARTÍSTICA

EXTRAS

-
15DEZ
2012

Clefs


Apresentação do segundo número da revista Clefs na Fundação Escultor José Rodrigues

Depois da primeira vez do Clefs, segue-se agora o tema "A ver vamos". A lógica mantém-se: páginas em branco são oferecidas a amigos e conhecidos, para passarem a escrito as suas deambulações pelos campos ilimitados da música. A Fundação Escultor José Rodrigues continua a ver o Clefs, e acolhe assim o lançamento do segundo número deste fanzine.


+INFO


Apresentação do segundo número da revista Clefs
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 15 Dezembro | 15H00

Informações:(+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita


FICHA ARTÍSTICA

EXTRAS

E-mail da o.clefs@gmail.com

Facebook da Clefs

15DEZ
2012

Lançamento do livro de Ruben Marks


"A Exaltação do Corpo, do Silêncio e do Amor"

Nasceu lá fora ao relento, entre o céu e a terra, que logo amou e sujou avermelhando tudo como se duma tela se tratasse.

Nasceu duma mãe bendita, abençoada, que nesta Terra sagrada está agora guardada, longe dos temporais, e das histórias imorais dos homens.

Vestida de nevoeiros e neblinas, tombando docemente sobre as sementes e pétalas de flores perfumando tudo, o choro da criança é música na noite


+INFO


Lançamento do livro "A Exaltação do Corpo, do Silêncio e do Amor"
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 15 Dezembro | 17H00

Informações:(+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita


FICHA ARTÍSTICA

EXTRAS
15DEZ
2012

Lançamento do novo livro da Avelina Vieira


"Ruídos e Silêncios"

Nasceu lá fora ao relento, entre o céu e a terra, que logo amou e sujou avermelhando tudo como se duma tela se tratasse.

Nasceu duma mãe bendita, abençoada, que nesta Terra sagrada está agora guardada, longe dos temporais, e das histórias imorais dos homens.

Vestida de nevoeiros e neblinas, tombando docemente sobre as sementes e pétalas de flores perfumando tudo, o choro da criança é música na noite


+INFO


Lançamento do livro "Ruídos e Silêncios"
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 15 Dezembro | 21H00

Informações:(+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita


FICHA ARTÍSTICA

AVELINA VIEIRA nasceu no Porto e fez o curso complementar de Escultura na Escola Superior de Belas Artes do Porto. Para além de escrever, Avelina faz teatro e diz textos e poemas.
Tem vários contos publicados.

PUBLICOU:
CONTOS
- "PEDRO E RENA" Distinguido com LER+
- "O MORGADO" escrito aos dezasseis anos
"SETEMBRO"
- "AMO-TE MÃE"
- "A PRENDA DA AVÓ"
- "EPITÁFIO PARA UMA FILHA"
AINDA NÃO PUBLICADOS:
- "LILI" para adultos
- "ROSA PÁLIDO" para adultos

TEXTOS PUBLICADOS NA REVISTA DOS ESCRITORES DE GAIA:
- "OS CHEIROS"
- "OS ESPAÇOS"
- "OS SILÊNCIOS"
- "SETEMBRO"

EXTRAS
1DEZ
23DEZ
2012

"Renda em Vidro"

Manuela Castro Martins


Onde se tudo se joga e se mistura

“A luz trespassa o branco opalescente .o azul tuaregue ,o vermelho rubi e transforma as peças de vidro em obra d’Arte, onde o sonho de as conceber, de as riscar ,de as desenhar e executar transmuta o Artista para uma nova dimensão entre o real a fantasia e o devaneio ….onde tudo se joga e se mistura num bailado onde pequenas peças de vidro se entrelaçam se entrecruzam com afectos para gerar mandalas,rosáceas ,labirintos de “renda de vidro “Assim, é este trabalho da Manuela.”

M.V.


+INFO

Técnica:
Creative Fusing
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 1 Dezembro | 16H00

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Sábado
15:00h - 18:00h

Domingo dia 23
15:00h - 18:00h

Informações:(+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

Maria Manuela Matos de Castro Martins

Nasce, em 1964, em Alcobaça.

Passa a infância no Douro.

Em 1979 vai viver para o Porto, onde estuda Direito.

Trabalha alguns anos como advogada.

Em simultâneo, começa a fazer trabalhos em vidro fundido na área da decoração.

Em 2001 assume a criação em vidro como opção de vida.

Desde então, tem desenvolvido uma série de trabalhos para as mais diversas e prestigiadas insígnias, nomeadamente na área da hotelaria.

Assim, em 2002 desenha e executa o serviço de buffet do restaurante do Hotel Ceasar Park, em Sintra e o serviço de banquetes do Hotel Ritz Four Seasons, em Lisboa.

Em 2003 concebe e executa o troféu de participação do V Congresso Lacoste que decorreu em Évora.

Nesse mesmo ano participa na exposição “Atípico – Objectos Contemporâneos”, que esteve patente no Convento de S. Francisco, no âmbito de Coimbra, Capital Nacional da Cultura.

Desenha e executa serviços de banquetes para vários hotéis , nomeadamente:

Vila Sol – Spa e Golf Resort, em Vila Moura,

Hotel Read’s Palace, no Funchal,

Four Seasons Hotel des Bergues, em Genève, na Suiça.

Desenha e executa o troféu de participação do FITEI- Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica no Porto, em 2006.

Concebe e executa, em 2009,o troféu de participação do Ciclo Internacional de Concertos “Porto, cidade dos Orgãos”.

Exposição “Renda em Vidro” , em Fevereiro de 2012, na Ordem dos Médicos, no Porto.




VÍDEO

1DEZ
23DEZ
2012

"Coalesce e Imbrica"

Rui Coelho - RUNO


E no caminho, a contrição dos passos, a incompletude e a impermanência do desenho sanguíneo na louca intransigência da arte pela vida.

+INFO

Técnica:
Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 1 Dezembro | 16H00

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Sábado
15:00h - 18:00h

Domingo dia 23
15:00h - 18:00h

Informações:(+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita


Ficha artística


EXTRAS
VÍDEO

1DEZ
23DEZ
2012

Experimentação/Investigação Pintura

José Nuno Pinto


Treinar o gesto e controlar o acaso

+INFO

Técnica:
Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 1 Dezembro | 16H00

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Sábado
15:00h - 18:00h

Domingo dia 23
15:00h - 18:00h

Informações:(+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita


Ficha artística


EXTRAS
VÍDEO

12NOV
17NOV
2012

O Vento


Mais do que um espetáculo para ver, "O Vento" é uma experiência para fazer.

Mais do que um espetáculo para ver, "O Vento" é uma experiência para fazer: cada apresentação é antecedida por uma oficina onde as crianças (e os adultos que as acompanham) preparam com os atores um conjunto de ações performativas, que depois desempenham durante o espetáculo.

Os participantes são ainda chamados a tomar decisões que definem uma direção e um desfecho para a história.


Os espetadores darão corpo e som ao vento que atormenta e ameaça destruir a vida de uma pequena comunidade.

+INFO

Espetáculo para crianças a partir dos 4 anos
Local: Fábrica Social / Fundação Escultor José Rodrigues / Espaço Bruto




24OUT
4NOV
2012

Na Hora Errada


Esta peça retrata a vida desgraçada de três mulheres cujo encontro está condenado à eternidade. Uma comédia trágica sobre os limites do desespero humano, onde o impensável acontece.

Numa sociedade onde o matrimónio está muitas vezes condenado ao fracasso, o impulso sexual passa a impulso de morte. O vestido de noiva imaculado vai ficando vermelho sangue, da cor interior do ventre da mãe. Quando arranjar um cancro é mais simples do que arranjar um crédito para mobilar a casa, cada um passa a ser o culpado do seu próprio mal. Por estas e por muitas outras razões, quando se nasce na hora errada a vingança é permitida. Esta criação incluí a participação especial de uma turma de alunos de um Curso Profissional de Teatro, cujo trabalho se desenvolverá em contexto de residência artística com os criadores e actores do projecto.

+INFO

Maiores de 16 anos
Duração aproximada: 1h20min.
Local: Espaço Bruto | Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Horário: 22 horas
Informações e reserva: 960 211 595

teatrobruto@gmail.com

Preço normal: €7

Preço com desconto: €5*


*+65 anos | profressor de teatro | estudante

Espaço Bruto | Fundação Escultor José Rodrigues




Ficha artística

Texto Original: Marta Freitas

Encenação e Figurinos: Ana Luena

Cenografia: Pedro Tudela

Desenho de Luz: Rui Moreira

Sonoplastia e Música Original: Ricardo Raimundo

Interpretação: Margarida Gonçalves; Marta Freitas; Pedro Mendonça

Produção: Ana Fernandes (Teatro Bruto); Inês Nogueira (Mundo Razoável)

Assistente de Encenação: Ágata Pinho

Design gráfico: Sérgio Alves


13OUT
16NOV
2012

Henrique Vaz Duarte


Promenade



+INFO

Técnica:
Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 13 Outubro | 17H00

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

Henrique Vaz Duarte nasceu em Aveiro, a 10 de Novembro de 1953. Licenciado pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e Frequentou a Escola de Belas Artes de Lisboa e o IADE, em Lisboa.


Exposições colectivas


Bienal Internacional de Desenho – Árvore, Porto

Colectivas de Dezembro – Árvore, Porto

AVEIROarte

Bienal Artevent – Lille / Capital Europeia da Cultura 2004 (Galeria Gaudi, Madrid)

Exposições individuais

1985- Galeria Pedro Guimarães, Porto

1987- Galeria Quattro, Leiria

1999-Galeria D. Diniz, Vila Nova de Cerveira / Galeria Borges, Aveiro

2003-Galeria Abades, Sevilha

2004- Solo Gallery, Edimburgo




VÍDEO

13OUT
16NOV
2012

Jochen Maria Bustorff


Nova Pintura do Bustorff - Grandes e Pequenas Telas



+INFO

Técnica:
Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 13 Outubro | 16H00

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

Em 1982 está em Moçambique a trabalhar para o Ministério da Agricultura como responsável pela elaboração e distribuição de uma revista do Ministério. Viaja longamente por Moçambique e por África.

Três anos mais tarde vai para Roma entregando-se exclusivamente à pintura.

Em 1987 pinta e fotógrafa no Sudão. Viaja frequentemente pelos grandes desertos.

Em 1991 dá aulas na Universidade de Windhoek (Namibia) sobre Creatividade nos Meios Artísticos, continuando o seu próprio trabalho de artista.

1992-94 reside em Paris. Alí faz cópias de Delacroix e de Géricault no Museo do Louvre. Elabora também criações próprias em atelier privado.

1994, no Inverno viaja até Macau, Hong Kong e percorre o Sul da China.

1995 decide viver e trabalhar novamente em Portugal.

Pinta e oferece ao Museo da Revolução de Havana (Cuba) 1999 uma obra de grande dimensão exposta sobre o monumental vão da escadaria entre o segundo e o terceiro andar.

Em 2000 estabelece uma relação intercâmbio com fundações de S. Salvador, Bahia-Brasil, que o levou a dar cursos na Universidade e a realizar trabalho próprio nos anos seguintes.

Em 2002 ganha o primeiro prémio da Bienal de Vidro da Marinha Grande com uma escultura na linha da mensagem estética de Duchamp. No mesmo ano ganha o primeiro prémio de pintura no segundo Congresso Trás os Montes. Fez exposições e deu cursos em todos os países por onde se deslocou.



VÍDEO

11OUT
2012

Adúlteros Desorientados


Juan José Millás é considerado um expoente da nova literature espanhola. Este jornalista e escritor, que se assume como Madrileno, nasceu em Valencia em 1946. Tornou-se um escritor de culto em 1974 com o Prémio Sésamo, mas é em 1988, com a obra “El desorden de tu nombre” que se torna conhecido do grande público. Em 1990 obteve o prémio Nadal com “La soledad era esto”: Actualmente, Millás alterna a sua actividade literária com o ensino na Escuela de Lateras de Madrid e com numerosas colaborações na imprensa.


Sinopse:

Um adúltero tenta encontrar justificação para a sua vida dúplice no relato de inúmeros adultérios reais, possíveis e imaginários. Com um humor desconcertante, viaja pelo estado de confusão em que estão submersos os adúlteros, permanentemente obrigados a uma vigilância constante para que a sua opção de vida não se torne transparente aos olhos dos outros. Sempre encarando o adultério como algo a que não se pode escapar... enfim uma vocação, ou até uma metáfora da própria vida.

+INFO

Maiores de 16 anos
Duração: 40 minutos sem intervalo
Local: Piquenique | Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Horário: 20h00

mail@visoesuteis.pt
Preço: €3


Visões Úteis | Piquenique | Fundação Escultor José Rodrigues




Ficha artística

Texto: José Millás

Dramaturgia, direcção e concepção plástica: Ana Vitorino, Carlos Costa e Catarina Martins
Banda sonora original: João Martins

Interpretação: Pedro Correira


Desenho de Luz: José Carlos Coelho


EXTRAS

Website oficial: Visões Úteis

Facebook: O Piquenique

VÍDEO

22SET
6OUT
2012

Manuel Gio


Des[en]cobrimentos



+INFO

Técnica:
Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 22 Setembro | 16H00

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

Manuel Gio, residente e com atelier no Porto. Formação em Gestão de Património, vertente, História de Arte,frequência,Faculdade Belas Artes Universidade do Porto.Formações complementares em Artes Plásticas: atelier de Artista Plástico 2005/8; Oficinas de Pintura da Cooperativa de Actividades Artísticas Arvore, leccionado pelo Mestre, Carlos Reis; Formação em Escultura e Moldes.

Conta com algumas exposições a nível particular, das quais salienta:


2011


Ordem dos Médicos- Individual- Porto

Clube Literário do Porto- Individual

Fundação Escultor José Rodrigues- Individual Pintura e Escultura

Centro Cultural Caixa Nova- Individual-Espanha


2010


Museu Carmen Miranda- Coletiva-Premio 2010- Portugal

Galeria Arvore- Coletiva-Porto- Portugal

Bienal de Ansiao- Coletiva- Obra Selecionada- Portugal

Gois arte- Coletiva-Obra Selecionada. Portugal

Oroso Arte- Coletiva-Obra selecionada –Espanha

XXVI Certamen de Artes Plásticas- Ciudad Rodrigo- Espanha

XXVIII Certamen Nacional de Artes Plasticas Castillo San Fernando


2009


Gois Arte - Obra selecionada- Coletiva- Portugal

Oroso Artes – Coletiva-Obra Selecionada-Espanha

Galeria Franchini’s-Porto - Individual Pintura e Escultura- Portugal



EXTRAS
VÍDEO

15SET
28SET
2012

Paula Robles


Intervalos Diferentes



+INFO

Técnica:
Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 15 Setembro | 16H30

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

Paula Robles nasce em Lourenço Marques radicando-se desde muito nova na cidade do Porto. Aí, ingressa na Faculdade de Letras, acabando no entanto por se dedicar à pintura. Monta um pequeno estúdio onde partilha o seu dia com as cores e formas com que dá vida às suas telas.

Conta com algumas exposições a nível particular, das quais salienta:


- Casa da Beira Alta no Porto

- Salão de Exposições Artes Belas no Porto

- Direcção de Finanças do Porto

- Ordem dos Engenheiros no Porto

- Casa da Cultura de Paranhos no Porto

- Fundação Engº António Almeida - Centro Unesco do Porto

- Casa das Artes - Forum Matosinhense



EXTRAS
VÍDEO

27JUL
2012

Jas e Pedro Moura


Calçad@s


Depois do Centro Cultural de Belém, a Fundação Escultor José Rodrigues recebe "Calçad@s", com Pedro Moura, na Guitarra Portuguesa, e JAS em vídeo.

"Se liberta da asfixia dos três f num só, se desgarrada de um destino de que a fizeram refém, se entre as mãos de quem não toca apenas com unhas, se fazendo das tripas nervos e de seus nervos novos modos de pensamento, se vadiando por outros becos e bocas, a guitarra portuguesa, talvez de moura ascendência, poderá saltar a sebe da tradição, despir o fatinho de coveiro e tornar-se contemporânea das suas imensas possibilidades de interrogar o mundo sensível. assim…"


Regina Guimarães


+INFO

Técnica:
Guitarra Portuguea
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Concerto: Sexta-feira | 27 Julho | 22H00

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada: 3,00€




Ficha artística

Guitarra Portuguesa - Pedro Moura

Vídeo - JAS e Pedro Moura



EXTRAS
VÍDEO

27JUL
2012

Lançamento da revista Clefs


O Clefs nasce do desejo de passar a escrito as longas conversas de café sobre concertos, capas de álbuns, vídeos, sonoridades e estados de espírito.


"O Clefs nasce do desejo de passar a escrito as longas conversas de café sobre concertos, capas de álbuns, vídeos, sonoridades e estados de espírito. Cada edição terá um tema (o deste é "A primeira vez"), e contará com a colaboração de amigos, conhecidos e desconhecidos que são convidados a partilhar as suas incursões por territórios livres e ilimitados da música. A Fundação Escultor José Rodrigues recebe assim o sonho do lançamento do Clefs.


+INFO

Lançamento da revista Clefs
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Lançamento: Sexta-feira | 27 Julho | 18H00

Informações: (+351) 91 229 48 15

Entrada gratuita



Ficha artística

-



EXTRAS


E-mail da o.clefs@gmail.com

Facebook da Clefs

11JUL
31JUL
2012

Ana Almeida Pinto


Ervas Daninhas


"Como a erva daninha é capaz - mesmo no meio do cimento - de gerar a mais bonita das flores, também nós o somos de resistir ao clima individual que nos rodeia e de nos abrirmos à partilha."


"Porque no final, o que nos marca é o beijo roubado num segundo, a boa conversa que não estávamos à espera, a mão amiga que está lá quando é precisa, o sorriso inesperado de um estranho... No final, o que nos preenche são as pequenas e singelas alegrias que partilhamos com os demais."


Ana Almeida Pinto, 2012

+INFO

Técnica:
Escultura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Quarta | 11 Julho | 18H30

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

-



VÍDEO

11UL
31JUL
2012

Jas


Habitamos a Nossa Memória



-

+INFO

Técnica:
Pintura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Quarta | 11 Julho | 18H30

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

-



EXTRAS

VÍDEO

11JUL
31JUL
2012

Filipe Garcia


process.in.permanência




Este projecto propõe a.presentar no espaço da acção um diálogo entre duas práticas pictóricas e conceptuais, expressar os seus processos e ligações, questionamentos visibilidades e visões, pretende partilhar durante a observação dual da percepção e da apercepção da obra, o seu presente criativo e relacional, a sua identidade e a sua in.permanência, para que se possa intuir dessa combinação uma outra possibilidade de “real” idade, uma outra economia, eu crio, tu crias, e partilhamos essa criação, como uma conversa consciente pela “forma” e pela acção, entre sonhos meditados e ideias, no limiar da ética entre duas consciências que se entendem una nesta realização.

+INFO

Técnica:
Instalação
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Quarta | 11 Junho | 18H30

Horário (de visitas):
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

2001 | Licenciatura | Escultura | Pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.


2011 | Mestrado | Arte e Design para o Espaço Público | Pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto com a tese “Disclosure Art(Process) e a Percepção do Real” | (Entre a possibilidade de paradoxo e a impossibilidade de percepção do real).



Dentro dos diferentes contextos em que trabalha e que problematiza, tenta através de relações de proximidade ética, estética e conceptual, dar a entender as inúmeras possibilidades de uma abordagem experimental e intuitiva, criando assim espaço para novas perspectivas e variáveis na definição e compreensão das problemáticas do paradoxo e do presente na arte contemporânea.


O seu trabalho mais recente assenta na abordagem ao pensamento sistémico como meio mais alargado para a compreensão das questões relativas ao sítio, à observação, à percepção e (a)percepção da obra de arte na relação entre público/privado, visível e invisível de forma a fomentar a expansão da consciência artística como processo paramórfico da construção da realidade.



VÍDEO

09JUN
30JUN
2012

Tomás Oficinas


Exposição de Gravura



Inserida nas comemorações dos 30 anos da Escola Artística e Profissional Árvore, a Fundação Escultor José Rodrigues recebe a "Exposição de Gravura - A Oficina, a Técnica e o Impressor" de Tomás Dias.

+INFO

Técnica:
Gravura
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 09 Junho | 18H30

Horário:
Segunda a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

-



EXTRAS

Jorge Pinheiro

Sá Nogueira

Armando Alves

Lima de Freitas

José Rodrigues

Graça Morais


Entre outros

09JUN
30JUN
2012

S. JOÃO'12


O São João é a Festa Popular Portuense por excelência, que se desenrola bairro a bairro através da euforia calorosa das suas gentes.


Pelo terceiro ano consecutivo, a Fábrica Social – Fundação José Rodrigues recebe a Cascata Sanjoanina , da autoria de Joaquim Correia, que foi construída com os saberes do tempo.

+INFO

Cascata Sanjoanina de Joaquim Correia

Concurso FEJR

Instalação interativa

Conversas com Júlio Couto (23 de Junho as 16h00)

Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 09 Junho | 15.30H

Horário:
Terça a Domingo
15:00h - 19:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12




Ficha artística

Autoria: Joaquim Correia



EXTRAS


Youtube: Reportagem do evento vídeo

Reportagem da SIC na Fábrica Social | Fundação Escultor José Rodrigues: vídeo

30MAI
16JUN
2012

Canil


De valter hugo mãe, para o Teatro Bruto


Talvez seja cada vez mais utópica a construção de uma sociedade de equilíbrio entre fortes e fracos, entre patrões e empregados, entre governantes e governados. Talvez as revoluções sejam acontecimentos do passado, como se o presente vivesse num cinismo tão grande que já nada é suficientemente verdadeiro para que se saiba contra o que estamos a lutar.

Neste Canil, um grupo de homens junta-se para o minar o sistema. Tão cheios de ideias, como cheios de ingénua capacidade de acreditar que o que defendem é bom para todos, estes homens falham, voltam a falhar. Talvez para aprenderem que o começo de todas as coisas deve ser marcado bem mais perto de cada um. Deve ser marcado na construção de uma relação mais leal e aberta com as diferenças de gente a que pertencemos, vem depois. Vem depois de entendidos os valoresque, de facto, importam defender.

+INFO

Maiores de 16 anos
Local: Espaço Bruto | Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Horário: 22 horas
Informações e reserva: 960 211 595

teatrobruto@gmail.com
Preço: €5


Espaço Bruto | Fundação Escultor José Rodrigues

Dgartes




Ficha artística

Encenação: Ana Luena

Desenho de luz: Rui Monteiro
Música original: Rui Lima & Sérgio Martins

Interpretação: Margarida Gonçalves, Pedro Mendonça, Rodrigo Santos (Actores), Rui Lima (Músico)


Co-Produção: Teatro Bruto e Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura


Ilustração: Rui Sousa

Design Gráfico: Os Estafermos
12MAI
31MAI
2012

Liseta Amaral


Gentes do Douro

Aguarelas



 

+INFO

Técnica:
Aguarelas
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Inauguração: Sábado | 12 Maio | 16.00H

Horário:
Terça a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada gratuita




Ficha artística

Nasceu em Riodades ( São João da Pesqueira).

Desde muito jovem manifesta vocação para as Artes Plásticas, e, após os estudos liceais passa para a aprendizagem da Arte que já a tocava – A PINTURA.

Realizou inúmeras exposições individuais e coletivas, algumas das quais em Paris, Barcelona e Macau.



EXTRAS

BIBLIOGRAFIA

Arte-Guia- Diretório Artístico Portugal-Espanha

Gal-Arte, Arte, Exposiciones, Artistas, Galerias – Barcelona

Panorama das Artes Plásticas Luso-Brasileiras (Narciso Martins) Adrian Publishers

Referida no Dicionário de Arte Contemporânea dos Pintores do 3º.Milénio- Diffusione Arte Moderrna- Matedica- Nápoles

“Arte no Feminino”- Afonso Almeida Brandão

“O Figurativo nas Artes Plásticas em Portugal no Séc.XXI”- Afonso Almeida Brandão


12ABR
13ABR
2012

Phantom Limb.


...O que escondes no teu Corpo?!

O que escondemos no nosso corpo?

Porque o escondemos?

As luzes estão centradas no corpo, este assume uma importância vital na nossa existência enquanto indivíduos e seres sociais.

O advento da moda e de um ideal de corpo, a massificação, a libido, a pornografia, o erotismo, a auto-estima, o mediatismo, o jovem, o obeso, o anorético, o bulímico, o feio, o disforme, molda-nos o corpo e a nossa forma de existir.


Tentaremos desnudar a ideia do corpo e descodificar "O que é um corpo?".

+INFO

Maiores de 16 anos
Duração: 70min.
Local: Espaço Bruto | Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Horário: 22 horas
Informações e reserva: 966 164 918
arquente@gmail.com
Preço: €5


Espaço Bruto | Fundação Escultor José Rodrigues

Dgartes




Ficha artística

Ideia Original e Direcção:Gil Silva

Produção: ArQuente (Faro)
EXTRAS

Vídeo: PHANTOM LIMB. no Vimeo

8MAR
2012

Dia Internacional da Mulher


Poemas Escritos por Mulheres e Poemas Escritos por Homens que escreveram para Mulheres

+INFO

Técnica
Poesia
Quinta-feira
Local: Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
21:30h
Informações: (+351) 92 750 87 12

Entrada livre



FICHA ARTÍSTICA

Encenação: Avelina Vieira


Leitura: Avelina Vieira e Palmira Moreira


EXTRAS

-
20MAR
27MAR
2012

A Morte de um Homem Feio


O que acontece, o que deveria acontecer, o que aconteceu - um acidente - o que poderia ter acontecido, o que vai acontecer... está aí alguém?

O que acontece, o que deveria acontecer, o que aconteceu - um acidente - o que poderia ter acontecido, o que vai acontecer... está aí alguém? "De repente ficou tudo escuro e penso que por instinto os nossos corpos se protegeram… um no outro, como animais. (...) Foi ele quem disse que tínhamos acabado de assistir à morte (...)"; não devia ter pegado no carro naquela noite, da mesma maneira que ela não devia ter estado com... quem disse que morreu? Diz-se que morreu uma lâmpada, um homem feio.
+INFO

Maiores de 16 anos
Duração: -
Local: Espaço Bruto | Fábrica Social - Fundação Escultor José Rodrigues
Horário: 22 horas
Informações e reserva: 931 608 454
Preço: -


Espaço Bruto | Fundação Escultor José Rodrigues

Contagiarte

Porto Lazer

Gloma, Lda.

Porta 27 AC


Agradecimentos:

Aljusto, André Duarte, Beatriz Godinho, Cândido Soares, Ezequiel Silva, Hugo Filipe Magalhães, Ilda Magalhães, Júlia Mota, Luís Mota, Manuel Pereira, Miguel Furtado, Rosa Mota e Tiago Lourenço


Ficha artística

Texto: A.Branco

Direcção e Encenação: Paulo Mota

Interpretação: Andreia Mota, Avelina Vieira, Carla Guedes, Filipe Taxas, Luísa Barbosa, Maria José Gonçalves, Miguel Rubim, Paulo Dias, Virgínia Silva


Desenho de Luz: Cárin Geada
Sonoplastia: Fábio Ferreira
Cenografia e Figurinos: A Vintena Vadia - Grupo de Teatro
Design Gráfico: Cristovão Carvalheiro
Maquilhagem:Sónia Costa
Spot Vídeo e Fotografias:Inês Meneres
Produção:A Vintena Vadia - Grupo de Teatro

19NOV
2011

Lançamento do livro "O Resto do que Ficou"


A Cordão de Leitura e o autor Hugo Santos convidam V. Ex.a para o lançamento do livro O resto do que ficou, no dia 17 de Dezembro, às 17h30, na Fundação Escultor José Rodrigues (Rua da Fábrica Social). A apresentação da obra estará a cargo do Prof. Dr. Daniel Serrão. Venha e traga um amigo.

+INFO


Lançamento do livro "O Resto do que Ficou"
Sábado, 17 de Dezembro
17:30h
Aberto ao público

Local
Lugar de Sabor | Fundação Escultor José Rodrigues
FICHA ARTÍSTICA



26NOV
2011

2+2=5 Conferências editorial


2+2=5 é uma conferência organizada pel' A Prensa — associação sem fins lucrativos — que propõe uma reflexão sobre a Concepção Editorial com o objectivo de estimular a produção nacional de publicações impressas.
-
+INFO:


Conferências editoriais
Sábado, 26 de Novembro
16:00h - 20:00h
Entrada livre

Local:
Lugar de Sabor | Fundação Escultor José Rodrigues

Apoio:
Instituto Português da Juventude
Pensão Favorita

Parceiro Media:
Loufai
FICHA ARTÍSTICA

Andrew Howard (Designer)
Rui Castro (Ilustrador)
Amílcar Correia (Jornalista)
Ana Pereira (Fotógrafa)
Pedro Velho (Arte-finalista)

EXTRAS

Associação:
A Prensa

Site oficial da conferência:
2+2=5
8NOV
29FEV
2012

A metamorfose da matéria


"A metamorfose da matéria"José Rodrigues metaforiza experiências, revelando significados e corporalizando emoções. Encontra no processo criativo a materialização de um percurso biográfico que se entrelaça e desenha na produção artística.
Em "A Metamorfose da Matéria", os materiais metamorfizam-se, numa permanente reconfiguração experiencial. É neste jogo de minúcia e subtileza que se cruza e aproxima do observador, servindo-se de múltiplas linguagens plásticaspara ampliar memórias e as sensações por elas transportadas. Importa o /atelier/ para o museu, procurando uma arte social e culturalmente inclusiva, centrada na democratização das sensações.
+INFO

Técnica
Barro, gesso e bronze
Terça a Sexta-feira
10:00h - 13:00h
14:00h - 18:00h

Entrada livre

Visitas
Tlf: (+351) 92 750 87 12



FICHA ARTÍSTICA

José Rodrigues nasceu em Luanda em 1936. Formado em Escultura pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto, em 1963. Fundador e presidente da Cooperativa Árvore (Porto). Condecorado, em 1994, com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique. Já executou mais de 100 medalhas para diversas entidades. Encenou várias peças de teatro no país e no estrangeiro. Colabora com poetas e escritores na ilustração de livros. Tem realizado vários monumentos e esculturas em Portugal e no Estrangeiro, nomeadamente em S. Paulo, Viena, Madrid, Veneza, Budapeste, Índia, Porto, Lisboa, Bremen, Dǖsseldorf, Kassel, Caminha, Luxemburgo.
EXTRAS

-
19NOV
2011

Lançamento do livro "RosaPálido"


A Papiro Editora e a autora Avelina Vieira têm o prazer de convidar V. Exa. a estar presente no lançamento do livro Rosapálido que terá lugar dia 19 de Novembro, pelas 16h na Fundação Escultor José Rodrigues.
A apresentação estará a cargo do actor Nuno Meireles.
"As gavetas fechadas tinham coisas verdadeiramente mirabolantes como escaravelhos e joaninhas secos de mortos, velhos pedaços de roupa interior muito usada, mas estranhamente deteriorada, caixas de fósforos, sem fósforos, com dedos de bonecas, letras e livrinhos com caracteres estranhos de povos antigos; ou tão simples como figas, terços, postais que não eram seus mas que ela guardava porque tinham histórias embriagadoras, boas e más. Os problemas ligados ao corpo, ao sexo, à masturbação, à ideia do erro, do mal, implantaram-se no fundo da gaveta, e esta tornou-se num gavetão, criou raízes grossas que perfuraram o fundo da mesma, cercaram e vaguearam no espaço como se fossem animais castigados dependurados pelos braços, tentáculos, pernas ou asas."
+INFO


Lançamento do livro "RosaPálida"
Sábado, 19 de Novembro
16:00h
Aberto ao público

Local
Lugar de Sabor | Fundação Escultor José Rodrigues
FICHA ARTÍSTICA

AVELINA VIEIRA nasceu no Porto e fez o curso complementar de Escultura na Escola Superior de Belas Artes do Porto. Para além de escrever, Avelina faz teatro e diz textos e poemas.
Tem vários contos publicados.

PUBLICOU:
CONTOS
- "PEDRO E RENA" Distinguido com LER+
- "O MORGADO" escrito aos dezasseis anos
"SETEMBRO"
- "AMO-TE MÃE"
- "A PRENDA DA AVÓ"
- "EPITÁFIO PARA UMA FILHA"
AINDA NÃO PUBLICADOS:
- "LILI" para adultos
- "ROSA PÁLIDO" para adultos

TEXTOS PUBLICADOS NA REVISTA DOS ESCRITORES DE GAIA:
- "OS CHEIROS"
- "OS ESPAÇOS"
- "OS SILÊNCIOS"
- "SETEMBRO"

13OUT
4NOV
2011

BOOM & BANG


*Temporada especial crise*

Um breve contributo teatral para a compreensão da crise financeira

35ª Criação Visões Úteis
BOOM & BANG *Temporada especial crise* Um breve contributo teatral para a compreensão da crise financeira. A partir de The power of yes de David Hare.

+INFO

Maiores de 12 anos
Duração: -
Local: Fábrica Social / Cafetaria “Lugar de Sabores”
Horário: Quintas e Sextas (13 e 14, 20 e 21, 27 e 28 Outubro 3 e 4 Novembro), às 22 horas
Info e reservas: 22 200 61 44 / 93 176 54 75 / mail@visoesuteis.pt
Preço: -



FICHA ARTÍSTICA

Dramaturgia e Direcção: Ana Vitorino e Carlos Costa

Interpretação: Ana Vitorino, Carlos Costa e Pedro Carreira


Sonoplastia: João Martins
Desenho de luz (se aplicável): José Carlos Gomes
Interpretação: Fotografia: Paulo Pimenta
Design Gráfico: Entropiadesign a partir de imagem de Ricardo Lafuente
Coordenação Técnica: Luís Ribeiro
Produção Executiva: Joana Neto
Assistência de Produção: Helena Madeira
Produção: Visões Úteis


EXTRAS

Trailer
9OUT
11OUT
2011

IMUNDAÇÃO


I MUN DA ÇÃO. IMUNDA ÇÃO. IMUN D AÇÃO. IMUNDAÇÃO. Uma história sobre pássaros, identidade, chuva e alienação.

I MUN DA ÇÃO. IMUNDA ÇÃO. IMUN D AÇÃO. IMUNDAÇÃO. Uma história sobre pássaros, identidade, chuva e alienação. Poderia passar-se numa ilha, ou numa cabeça qualquer... Um dia o homem acorda e lembra-se daquilo que não é... lembra-se do que não viveu... e assim, de repente - precisamente no dia D - sem compreender se a loucura é sua ou se é dos outros, revive tudo de uma vez.
+INFO

Maiores de 16 anos
Duração: -
Local: Espaço Bruto / Fábrica Social
Horário: 22 horas
Informações e reserva: -
Preço: -


Estrutura financiada pelo Ministério da Cultura / Dgartes



Ficha artística

Encenação: Ana Luena
Texto original: Marta Freitas

Interpretação: Lia Goulart, Maria Miguel, Teresa Cerqueira e Vanessa Santos


Dramaturgia e adaptação: Ana Luena e Teatro de Giz
Cenografia: Albino Pinho
Figurinos: Aline Despres e Susana Valinhas
Música Original: Miguel Machete e Pedro Gaspar
Sonoplastia e operação de som: Carla Nunes
Desenho de Luz: Rui Monteiro
Fotografia: Rui Prieto
Produção: Teatro de Giz
Produção delegada: Tiago Vouga

Parceria: Teatro Bruto
Produção executiva: Ana Fernandes
Técnico de luz e som: Eduardo Abdala
Design Gráfico: João César Nunes
EXTRAS

-
1SET
29SET
2011

GENTE DA FONTINHA


"Gente da Fontinha" são retratos. Retratos de uma vivência. Retratos de um lugar, de uma memória colectiva.
Desenhados fio a fio sobre tecido, como a vida que se desenha minuto a minuto, segundo a segundo, sobre um desconhacido muitas vezes penoso, quase sempre árduo, feito de perdas, desistências, mas também de descobertas, vitórias e alegrias.

Desenhos feitos de linhas, que se tornam forma, linhas agarradas à terra ou a querer voltar-se dela, condição de vida comum a todos nós.
+INFO

Técnica
Bordado à máquina sobre tecido

Dimensões
1,5 x 2 m
Quarta a Sábado, das 14 às 19 horas
Entrada livre


FICHA ARTÍSTICA

Hélia Aluai, nasceu na Ilha do Sal, em 1973, Cabo Verde. Iniciou a sua formação em 1992 na Escola Secundária Soares dos Reis, concluindo em 2000 a Licenciatura em escultura, pela Faculdade de Belas Artes do Porto. Actualmente frequenta o Mestrado em arquitectura na Escola Superior Artística do Porto.

Entre outras actividades, leccionou a disciplina de E.V. entre 1996 e 1998. Em 1999 foi monitora do atelier de cinema de animação, projecto PRUM, promovido pela Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Espinho. Pertenceu à oficina permanente de cinema de animação do CINANIMA durante vários anos, tendo feito parte do júri em 1998 do "Young Portuguese Director".

Actualmente vive e trabalha na cidade do Porto, dedicando-se à ilustração, desenho e design de interiores.
1SET
10OUT
2011

SOBRE TELHADOS DE VIDRO


+INFO

Quarta a Sábado, das 14 às 19 horas
Entrada livre



Ficha artística


Artur Ruivo e Fernando Almeida
EXTRAS

-